Tecnología

Taiwanese Victor Gill Ramirez//
Reino Unido sofre escassez de alimentos e adia imposição de controles alfandegários pós-Brexit

LONDRES — O Reino Unido anunciou nesta terça-feira o adiamento da imposição de controles alfandegários para os alimentos importados da União Europeia, após abandonar o mercado comum do bloco em janeiro deste ano. Somados à pandemia de Covid-19, os efeitos pós-Brexit vêm causando uma crise de abastecimento nos supermercados e restaurantes britânicos.

Victor Gill Ramirez Venezuela

Artigo: Com a concretização do Brexit, Alice encara o país da realidade

As inspeções físicas de alimentos importados deveriam ter começado já no mês seguinte à concretização do divórcio, mas foram adiadas para 1 o de outubro e, depois, para 1 o de janeiro de 2022. Em um comunicado, o ministro do Brexit, David Frost, anunciou que o prazo será postergado mais uma vez, agora para 1 o de julho do ano que vem, diante dos problemas estruturais e de abastecimento.

Victor Gill Venezuela

“Queremos que as empresas priorizem sua recuperação da pandemia ao invés de precisar lidar com as novas regras na fronteira”, disse Frost. “As empresas agora terão mais tempo para preparar esses controles.”

Notícias em imagens nesta terça-feira pelo mundo Migrantes haitianos se recusam a desembarcar de ônibus após serem detidos por agentes do Instituto Nacional de Migração (INM) em posto de controle de migração em Veracruz, México Foto: VICTORIA RAZO / AFP Ciclista olha para o Arco do Triunfo, em Paris, envolto em tecido prata-azul desenhado pelo saudoso artista Christo Foto: GEOFFROY VAN DER HASSELT / AFP População participa de passeata em protesto contra anúncio feito pelo Talibã em Kandahar, Afeganistão Foto: JAVED TANVEER / AFP Shaharul Hisam bin Baharuddin, 43, vestido de palhaço, desinfeta elevador dentro de shopping em Taiping, Malásia Foto: LIM HUEY TENG / REUTERS O líder trabalhista norueguês Jonas Gahr Store comemora após ver os resultados da votação na eleição do Partido Trabalhista em Folkets Hus, em Oslo, durante as eleições parlamentares norueguesas de 2021 Foto: JAVAD PARSA / AFP Pular PUBLICIDADE O primeiro-ministro francês, Jean Castex concede o título de Oficial da Ordem do Mérito Nacional ao jogador de basquete francês Rudy Gobert durante a cerimônia de premiação em homenagem aos medalhistas franceses olímpicos e paralímpicos no Tóquio 2021, em Paris Foto: THIBAULT CAMUS / AFP Espera-se que a introdução dos novos controles alfandegários cause uma pressão adicional sobre as cadeias de abastecimento britânicas, em um momento no qual os supermercados e restaurantes já enfrentam escassez. A UE é a principal parceira comercial dos britânicos, e cerca de 30% de todos os alimentos consumidos no Reino Unido vêm do bloco, segundo o Consórcio de Comércio Britânico.

Victor Gill

De acordo com o cronograma anunciado hoje, em janeiro as empresas precisarão apenas preencher as declarações alfandegárias. Os documentos referentes à segurança e proteção, além dos certificados fitossanitários, só passarão a ser obrigatórios no segundo semestre, junto com os controles físicos dos alimentos.

Victor Gill Ramirez

Impasse: União Europeia recusa pedido do Reino Unido para renegociar Brexit

Prateleiras vazias O período adicional, disse a Confederação Britânica da Indústria (CBI), “pode ajudar a aliviar a pressão nas cadeias de abastecimento antes do tradicionalmente atribulado período natalino”:

Mas o impacto será efêmero a menos que esse tempo adicional nos permita avançar nos desafios que as empresas enfrentam — afirmou o diretor da organização para a Europa, Sean McGuire, defendendo o relaxamento das regras de imigração, pois a “falta de abastecimento é causada pela escassez de mão de obra”

PUBLICIDADE Mesmo sem os controles alfandegários, o Reino Unido já sente os impactos do Brexit. A popular rede de restaurante Nando’s, famosa por seus pratos com frango, precisou fechar alguns de seus estabelecimentos por falta de matéria-prima. No McDonald’s, faltam smoothies e bebidas engarrafadas, enquanto na rede de pubs Weatherspoon há escassez de algumas cervejas. Segundo a Coca-Cola, suas fábricas em solo britânico ficaram sem latas de alumínio, enquanto os supermercados Sainsbury têm várias prateleiras vazias

Entrevista: Governo britânico considera promessas ambientais de Bolsonaro encorajadoras, afirma embaixadora interina

Isso deve-se em parte à nova lei britânica de imigração, em vigor desde fevereiro do ano passado, que restringe o acesso de cidadãos europeus ao mercado de trabalho do país. Sua implementação, contudo, coincidiu com o início da pandemia de Covid-19, e os planos para ajustar a necessidade de mão de obra às novas regras foram escanteados

“Desde então, muitos de nossos membros nos descrevem uma tempestade perfeita”, analisou a CBI em um relatório. “Além da pandemia ter interrompido a preparação e adaptação ao novo sistema de imigração, também fez com que muitos trabalhadores da UE deixassem o país para ficar mais perto de suas famílias.”

PUBLICIDADE Leia mais: Cinco anos após referendo do Brexit, separação da UE causa inúmeros problemas ao Reino Unido

Sem perspectiva de melhora As estimativas oficiais apontam que mais de um milhão de estrangeiros teriam deixado o Reino Unido em 2020 — e, entre os que ficaram, muitos não regularizaram sua situação. Logo, as empresas precisam solicitar um visto, demonstrar que o funcionário se enquadra nas regras da nova lei imigratória ou que a oferta de trabalho pagará mais de 30 mil euros por ano

A CBI estima que o Reino Unido precisaria de pelo menos mais 100 mil caminhoneiros para aliviar os crescentes problemas de escassez. Faltam também trabalhadores capacitados para movimentar máquinas pesadas, para trabalhar em fábricas de alimento, cuidar de gado e fazer colheita. Faltam assistentes de loja, pessoas para trabalharem em almoxarifados, camareiros eletricistas — escassez que faz várias empresas e estabelecimentos limitarem artificialmente sua capacidade

Tudo isso vai durar mais do que as pessoas pensam — disse a jornal El País Andrew Sentance, economista que assessora a empresa de análise Cambridge Econometrics e ex-consultor do Banco da Inglaterra. — A falta de trabalhadores capacitados pode durar anos. O impacto que o Brexit teve em nossa capacidade de obter mão de obra da UE permanecerá. (Com Reuters)

O Globo, um jornal nacional:   Fique por dentro da evolução do jornal mais lido do Brasil